sábado, 21 de agosto de 2010

Todos Um Pouco Loucos!!

Todos Um Pouco Loucos!
Homos-Erectus-Sapiens!
SAPIENTADISÍSSIMOS!
...e PROBOS Também!
.
Honoráveis de Todas as Causas!
(todas as loucuras)
.
Todas as Honras Celestiais!
(com seus automóveis dos últimos tempos)

Em Seus Inacessíveis Exclusivíssimos Cláusulos Blindados!

Sobre-Esticados-Nas-Pontas-Dos-Pés!
(que escapam umedecidos ao molho movediço de pacientes valetas de jacarés)

Estupefatos-Mega-Trade-Buildings!
Com suas quadras de esportes espaciais!
(tão frágeis)
Quanto seus risos que se desfazem sobre o entorno bárbaro das favelas que evitam...

Oh, Senhor, dá-nos o pão nosso de cada dia...
(os irritam)
.
Deuses Insanos!
Com suas propostas indecentes
Casais corruptos de suas múltiplas diversidades monopolizando intenções malignas...
Acumulando Despojos!
Levantando Muros!
Cercaduras Litigiosas,
Usurpos de Ignominiosa Herança,
Que balançam... balançam...
(como que aguardam futuros terremotos)

Todos Em Si Agarrados Cegos e Surdos!
(em conluios de entregas nupciais)

Clamam! Clamam!
- Que Venha a Nós o Vosso Reino!
De Glórias! De Glórias! De Glórias!

- Por Toda a Eternidade!
(efêmera)
- Ao Longo de Todas As Eras!
(de fugaz matéria)
- Por Sobre Todas As Cabeças Difamatórias!
(imploram)

Oram! Oram! Oram!
Famintas do que nada têm! De que tudo podem!
- Do Meu Que Não Merecem!
- Não vejo a hora de meter-lhes a roda sobre a calçada e lhes esmagar os crânios de merda!

Semeiam jardins de balas.
Sulcos de odiosas navalhas
Que não tardam! Não falham!

Contra os delicados feixes da carne tensa de seus filhos que pedem Calma! Calma!
(um último estertor em meio a balbúrdia que se espalha)

E Gritos! E Urros! E Berros! E Batem Palmas!

Ao verem A Luz! Livres!
Do profundo sono de suas tristes almas
.

2 comentários:

Ivan Antunes disse...

foto- capa do livro do Ferrez, bela poesia,
mais um pra coleção toda.

abraço,
como foi a maratona?

Poesia Maloqueirista disse...

"e não são poucos / são muitos / são loucos / loucos"

consciência humana, são mateus pra vida, família d.r.r