quarta-feira, 15 de abril de 2009

Pontos de Poesia - O Mapa da Poesia em São Paulo

.
...bem, andei meio afastado clonando meu blog por esses dias, separando as partes.
.
Eu que sou muitos, agora me faço representar em dois: O MEIOHOMEM que continua por aqui, introspectivo e pouco sociável, dedilhando nestas páginas contínuas "(...) até o desfecho fatal - já inserido em meu próprio sangue, PUTA QUE PARIU! Amor em demasia!"

...e o outro que se inventa - bate pernas e bocas, experimenta diferentes odores - lança-se às ruas contemplando amores impossíveis - aqueles que aquecem espíritos frígidos e que quando aquecidos, entregam-se feliz ao sacrifício, ao sabor dos anseios do Divino! Que em nome do Eterno Gozo Semelhante Desatino! - rapidamente os consomem.

...estes vocês encontram aqui:
.
.

2 comentários:

Ivan Antunes disse...

vai de ponto em ponto de ponta a ponta, agora vai que vai.

força na piruca.

abraço,
ivan.

arjuna disse...

E ai Mascarenhas!!
Muito
bom seu
blog
Meu E-mail:sostenesantana@hotmail.com
Enviei um texto meu Para o seu Endereço de E-mail
Mantenha contato